.

.

Do 'uai' ao 'oxente': conheça história da apresentadora Carla Arantes

Por Juliana MirandaDa TV Cabo Branco
Natural de Juiz de Fora, Carla se mudou para João Pessoa em 2010 (Foto: Rizemberg Felipe/TV Cabo Branco)Natural de Juiz de Fora, Carla se mudou para João Pessoa em 2010 (Foto: Kleide Teixeira/TV Cabo Branco)











Seu nome a define bem: vem do latim e significa “aquela que é forte”. A jornalista, que entra na casa dos paraibanos todos os domingos pela manhã, desperta a atenção do público pela segurança e pelo entusiasmo ao apresentar o Paraíba Comunidade, programa exibido nas TVsCabo Branco e Paraíba.

A infância tranquila de Carla Arantes em Juiz de Fora, cidade do interior de Minas Gerais, foi de muitas brincadeiras na rua, com os pés descalços e ao lado de amigos com quem mantêm contato até hoje. Na adolescência, teve aulas de dança de salão e até se apresentou em festivais. Além disso, jogou capoeira por três anos. Porém, quando se trata de atividades esportivas, a moça diz que não tem lá tanta aptidão. “Sempre fui muito ruim em esportes. Jogava handebol, mas só servia pra ser armadora central, já que eu era grandona, então esticava os braços e não passava nada”, revelou entre risos.
Carla Arantes comanda o Paraíba Comunidade desde agosto de 2014 (Foto: Rizemberg Felipe/TV Cabo Branco)Carla Arantes comanda Paraíba Comunidade
desde agosto de 2014
(Foto: Rizemberg Felipe/TV Cabo Branco)
Se nas quadras ela não mandava tão bem, era na frente da TV que ela se realizava. Apaixonada por telejornais, Carla conta que, desde criança, gostava de assistir a grande matérias. “Algumas reportagens me marcaram quando eu ainda era pequena. Lembro-me de olhar admirada o Pedro Bial reportando a queda do muro de Berlim”.

Quando ingressou em Comunicação Social na Universidade Federal de Juiz de Fora, o gosto pela imagem cresceu tanto que ela pensou até em trabalhar por trás das câmeras, como cinegrafista. “Eu gosto de ter uma imagem pra contar uma história, e na TV você tem imagens que muitas vezes falam por si só”. Mas foi como apresentadora que ela começou sua carreira, ainda em emissoras mineiras.

A vinda para a Paraíba aconteceu de forma inesperada. Seu marido recebeu uma proposta de trabalho em João Pessoa, e o casal teve apenas dois dias para decidir se embarcaria para a capital paraibana. “Meu esposo era médico voluntário do exército e, se a gente não decidisse logo, só seis meses depois é que ele poderia pedir baixa do cargo. A gente resolveu arriscar, mas graças a Deus deu muito certo”, falou, com um sorriso de satisfação por tudo que conquistou nesses cinco anos em solo paraibano.

À frente do Paraíba Comunidade desde agosto de 2014, ela esbanja alegria em comandar a atração dominical. “Eu sou superfeliz fazendo o programa. Acho que é o espaço que a gente tem para mostrar as pessoas, a cultura, a arte, a música, enfim, tudo o que o Estado tem de bom”, disse a apresentadora, que também atua como editora-chefe do programa.
Além de apresentadora, Carla também atua como editora-chefe do programa  (Foto: Rizemberg Felipe/TV Cabo Branco)Além de apresentadora, Carla também atua como editora-chefe do programa (Foto: Rizemberg Felipe/TV Cabo Branco)
Não é só na telinha que Carla se destaca. Apesar de nunca ter feito parte dos seus planos, ela descobriu na docência mais uma grande paixão, tornando-se professora do curso de Comunicação Social de uma faculdade em João Pessoa. “Dar aula é uma forma de recarregar as minhas baterias. É muito bacana quando você pega uma turma interessada, de estudantes que levam o Jornalismo a sério, que querem aprender”. Mas não esconde ser rigorosa. “Costumo falar para os meus alunos que o mercado vai ser muito exigente. Então, eu cobro muito texto, um português correto, dedicação, leitura, que eles estudem”, comentou.

Toda a cobrança que ela tem com seus pupilos é recompensada quando eles chegam ao mercado. “Aluno é a mesma coisa que filho, a conquista deles é a nossa conquista. Fico toda boba quando vejo meus alunos brilhando por aí, sabendo que um pouquinho daquilo ali que eles sabem, aprenderam comigo”, disse, orgulhosa.

A adolescente que encantava na dança de salão no passado tornou-se uma mulher que já se enraizou na cultura nordestina e garante ter muito forró no pé. “Hoje, minha casa é João Pessoa, eu já me sinto paraibana”. E foi assim, com seu jeito mineirinho cativante, mostrando muita versatilidade e talento, que Carla Arantes fisgou o coração da Paraíba.

0 comentários:

Visitantes pelo mundo