.

.

Procon de JP promete duras punições aos bancos por espera em filas: “A pancada vai ser forte”

Vereador Helton Renê

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor, Procon JP, fez parceria com outros demais órgãos que trabalham na área em busca de sanar problemas com a prestação dos serviços dos bancos na Paraíba. Foi o que informou o secretário Helton Renê, na tarde de hoje, durante entrevista na capital.

Renê revelou a ação abrange fiscalização ‘in loco’, mas que, em virtude de impedimentos promovidos pelas empresas, outros métodos estão sendo adotados: “Parece que o Procon não tem feito nada sobre as filas dos bancos, mas estamos com uma grande ação que envolve vários Procons. O método eu não posso revelar, mas eu digo que a pancada vai ser forte, aguardem o resultado”, prometeu.

O secretário disse que há vários meses os bancos são líderes de reclamações: “Em dia de pagamento a situação fica um inferno lá no Procon e o consumidor tem muita razão. Contudo, as vezes nós somos impedidos de fazer a fiscalização a contento por redução no número de fiscais e por impedimento”, reafirmou.

Helton destacou que a Federação Nacional dos Bancos, Fenaban, é responsável por criar obstáculos com relação às fiscalizações: “O problema é que essas empresas tem grandes advogados que conseguem decisões na Justiça e nós ficamos impedidos de defender o consumidor. Já recebemos esse tipo de liminar e tivemos que ingressas com ação na Justiça para ter o direito de exercer nossa função de fiscalizar”, reclamou.

O secretário garantiu que a união dos órgão de defesa do consumidor em várias instâncias do estado contribuirá para amenizar o problema da morosidade nas filas dos bancos.

0 comentários:

Visitantes pelo mundo