.

.

Justiça manda Milton Neves e Rede Record indenizarem ex-jogador de futsal



Milton Neves reconheceu o equívoco
Milton Neves reconheceu o equívoco
O  ex-jogador de futebol e futsal Sérgio Cshapiro venceu a ação que movia pelo Tribunal de Justiça de São Paulo contra a Rede Record e o apresentador Milton Neves(foto), que era contratado da Record quando o processo foi aberto.
O processo vem de 2006, na época das Copa do Mundo da Alemanha quando Milton neves ter dito erroneamente em seu programa na Record que  Sérgio Cshapiro  havia agredido um árbitro alemão de futebol.
No programa Milton disse  temer que  o árbitro escalado para apitar o jogo entre Brasil x Austrália, Markus Merk, pudesse ser influenciado negativamente por ter sido agredido por brasileiros no passado.
Segundo o atleta, o comentário trouxe várias consequências pessoais e profissionais para a vida de Sérgio. Milton Neves reconheceu o equívoco e afirmou que ‘por deslize, mencionou os nomes que eram mais ‘vivos’ em sua memória’”, dentre eles o de Cshapiro
Nas “Macabíadas” – jogos poliesportivos realizados em Israel com atletas judeus ou seus descendentes – de 1993, dois brasileiros agrediram o árbitro alemão Markus Merk durante uma partida contra o México, fato que resultou na eliminação do Brasil no torneio.
Nos autos do processo, Milton Neves “reconheceu o equívoco e afirmou que ‘por deslize, mencionou os nomes que eram mais ‘vivos’ em sua memória’”, dentre eles o de Cshapiro. Sério irá receber R$ 20 mil de indenização.

0 comentários:

Visitantes pelo mundo