.

.

Biografia de Hebe faz revelações sobre último encontro com a amiga Lolita Rodrigues



A apresentadora Hebe Camargo, conhecida como a Dama da TV brasileira, morreu no ano de 2012, mas teve a sua biografia lançada neste mês, mais de quatro anos depois. Escrita pelo jornalista Artur Xexéo, a obra traz revelações sobre a loira e memórias marcantes.

Segundo o livro, já nos últimos anos de sua carreira, em 2009, seu índice de popularidade continuava em alta, por ser uma das maiores estrelas da televisão durante cerca de 60 anos, com sua história se confundindo com a da TV no Brasil, e gostava de viver a vida intensamente.

No dia 8 de março de 2009, ao completar 80 anos de idade, ela recebeu mais de 600 convidados para a sua festa de aniversário, e o cantor Julio Iglesias, que fazia uma temporada de shows em São Paulo, e o rei Roberto Carlos foram dois dos mais ilustres.

A biografia fala ainda do câncer sofrido pela apresentadora, que se queixava dos pés inchados, a barriga dilatada, e falta de apetite. Foi aí que foi diagnosticado um nódulo em seu abdômen, quando ela enfrentou uma cirurgia de retirada desses nódulos, com duração de três horas.

Foi nesse período que foi constatado o câncer, disseminado pelo peritônio, que fez com que ela ficasse internada. No hospital, Hebe não poderia receber visitas, mas sua amiga, a atriz Lolita Rodrigues, pediu uma exceção: “Sei que não quer receber ninguém, mas preciso vê-la”.

“Ela estava derrubadinha, com um pijama simples e meia soquete”, revela Lolita na biografia, que recebeu um pedido de Hebe: “Volta para a TV, Lolita”. “Como, se velho não tem vez?”, respondeu a atriz, que deixou o boneco de um anjo tocando violino para ela, nesse último encontro das duas.


-Lucas Medeiros - TV Foco

0 comentários:

Visitantes pelo mundo