.

.

Pesquisa aponta João Pessoa entre as melhores 'Cidades do Futuro'



João Pessoa está no ranking das 50 melhores cidades avaliadas em indicadores de Inteligência, Conexão, Sustentabilidade e Ambiental. O ranking aponta os municípios brasileiros com maior potencial de desenvolvimento, de acordo com avaliação da Connected Smart Cities - Cidades do Futuro.

Foram avaliados 700 municípios com base em 70 indicadores que retratam inteligência, conexão e sustentabilidade e permitem um mapeamento das oportunidades de cada município para se transformar em uma cidade inteligente, a partir de 11 setores. A capital paraibana ficou entre as 50 melhores também em nos ranking temáticos. Teve destaque em Meio Ambiente (9º lugar), Saúde (12º), e Mobilidade (38º), Educação (43 lugar) além da categoria Inovação e Tecnologia, está na posição 46.

“Cidades inteligentes são aquelas que têm sustentabilidade econômica, promovem qualidade de vida e preservam o meio ambiente”, disse Thomas Assumpção, presidente da Urban Systems, consultoria que elaborou o ranking em parceria com a Sator, idealizadora do projeto Connected Smart Cities.

O Rio de Janeiro foi a primeira colocada geral e Recife ficou em 10º lugar. Das cidades nordestinas, em ordem, estão entre as 50 melhores avaliadas Fortaleza (18), João Pessoa (29), Salvador (31), Aracaju (33) e Teresina (35).

Nesta quinta-feira (28), em Recife, será realizada a Edição Nordeste Connected Smart Cities, quando ocorrerá um debate com o objetivo de traçar um panorama do desenvolvimento de cidades e discutir soluções para a região. O evento, em parceria com a prefeitura de Recife e o C.E.S.A.R – Centro de Estudos e Sistemas Avançados de Recife, reunirá prefeitos, secretários de estado e especialistas.

“A realização de um encontro do Connected Smart Cities no Nordeste é importante para manter as discussões sobre o desenvolvimento das cidades de forma que nos próximos 10 anos as cidades brasileiras possam subir um degrau ou mais na escala de desenvolvimento” afirma Paula Faria, Diretora Executiva da Sator.

“O encontro é o ponto de partida para investimentos em desenvolvimento nos setores básicos das cidades, como: Mobilidade, segurança, governo, meio ambiente, urbanismo, economia e qualidade de vida.”

0 comentários:

Visitantes pelo mundo