.

.

Último episódio do “Tá no Ar” cita SBT, mostra “Chaves” e alfineta Record



O “Tá no Ar” vem chamando a atenção do público pela liberdade que recebeu da Globo para fazer críticas e paródias da concorrência e até da própria emissora carioca. Diferente dos outros canais, a Globo sempre foi conhecida pelo seu conservadorismo extremo. No entanto, o humorístico criado por Marcius Melhem e Marcelo Adnet parece ter quebrado esse “tabu”.

 Nesta quinta-feira (17), foi ao ar o último episódio da segunda temporada do programa e empolgou os fãs de TV, que exaltaram a ousadia do programa nas redes sociais. Na edição, o humorístico citou o SBT ao mostrar uma sátira do “Chaves”. Marcius Melhem brincou, dizendo que antes do personagem mexicano fazer sucesso na emissora de Silvio Santos, trabalhou como “figurante” na Globo.

Na cena, foi mostrado uma pessoa com um figurino idêntico ao do Chaves no balcão de um bar. Teve ainda uma imitação de Silvio Santos feita por Marcelo Adnet, cantando a música “Um Novo Tempo”, tema das vinhetas de fim de ano da Globo. Ainda sobrou tempo para alfinetar a Record. Em um clipe musical exibido no final do programa, o humorístico brincou com a concorrência da emissora da Barra Funda, com um trecho que diz: “Vi TV nascer bancada pelo dízimo, correndo atrás pra passar o plim-plim”.

 Através das redes sociais, Marcelo Adnet agradeceu ao público pela audiência e confirmou mais uma temporada do “Tá no Ar”.

0 comentários:

Visitantes pelo mundo