.

.

Um dia foi sucesso: Programa H

"Programa H" foi um programa voltado para o público jovem, exibido pela Rede Bandeirantes. Era apresentado de segunda a sexta-feira e teve três fases distintas, com nomes e apresentadores diferentes, mas seguindo o mesmo gênero.

O programa entrou no ar em 28 de outubro de 1996 e foi inicialmente exibido a tarde, porém, seus quadros, que apostavam na sensualidade, como a personagem Tiazinha, que fez muito sucesso, fizeram com que o programa fosse para a noite. A receita do programa era música, gincanas, reportagens e bate-papo.


Quando Tiazinha saiu, a nova personagem Feiticeira deu conta do recado e continuou fazendo sucesso com o lado sensual do programa. Devido ao enorme carisma do apresentador Luciano Huck e o sucesso do programa, Huck foi contratado pela Rede Globo.

O comando do programa ficou, então, a cargo de Otaviano Costa, ex-VJ da MTV, e ex-repórter do Domingão do Faustão. Inicialmente, o título "H" foi mantido, mas depois, através de votação pelo público, o programa passou a ser chamado "O+" (positivo), porém manteve quadros e formato.

Cada vez mais apostando em sensualidade, outros personagens desse gênero foram criados, como a Índia, os gêmeos Flávio e Gustavo e Internética, porém o programa não conseguiu manter a mesma repercussão nem audiência.


Não conseguindo segurar a audiência, Otaviano Costa e Sabrina Parlatore apresentaram o programa juntos, rebatizado de "Superpositivo", mas meses depois, Otaviano deixa a Band e vai para a Rede Record e Sabrina passa a conduzir o programa sozinha.

Alguns quadros novos foram criados, mas o formato era o mesmo do começo, como por exemplo, a personagem Feiticeira, que ficou até o final. O programa ficou no ar até fevereiro de 2002 quando foi extinto devido a baixa audiência.


0 comentários:

Visitantes pelo mundo