.

.

Cicarelli fora do seu ambiente



Got Talent estava indo bem até aparecer Cicarelli. Enquanto ela não surgiu como jurada o programa passava ideia de solidez, algo mais adulto, um culto à opinião mais abalizada. Agora será visto com outros olhos. Na MTV era rainha, seu programa “Beija Sapo” foi bem conduzido, a apresentadora estava em casa, o estilo combinava perfeitamente com ela. Deveria ter permanecido lá.

 Em outro tipo de programa ela perde a firmeza, titubeia sob pressão, arranca risadas pela falta de presença no palco. Pode ser jurada, isso não é problema, sua beleza e jeito ingênuo são agradáveis, porém não vemos profundidade em suas palavras, fato que a restringe à tietagem.

 Sidney Magal também não passa seriedade, mas sua vida é a música, com isso tem cartão verde para o programa. Cortez, então, completamente voltado para seu violão, terá condições de participar ativamente. Cicarelli vai sofrer na tela, tentará reforçar sua imagem de deusa e despencará das alturas. Esta escolha poderia ser repensada, o programa perdeu credibilidade. Espero não ver em Got Talent um Ídolos maquiado.

0 comentários:

Visitantes pelo mundo