.

.

Roberto Justus tira reality da Record e leva para a concorrência



O apresentador Roberto Justus está deixando a Record. Seu contrato encerra no mês de julho e não será renovado, no entanto, engana-se quem pensa que ele está se lamentando por aí como fizeram alguns colegas. Em entrevista à Veja, ele se mostrou consciente de que a emissora tomou uma atitude sensata.

“Eu, como empresário, entendo a situação, as emissoras vêm de dois anos muito ruins, o mercado publicitário caiu muito e a emissora vem tentando conter despesas. Meu salário era muito alto. Não houvesse a questão financeira, nós estaríamos juntos por mais dez anos fácil”, disse ele, que não depende da TV.

“Eu não vivo de TV, gosto de fazer as coisas que me deixam feliz e me completam. Ao mesmo tempo, gosto de ganhar bem”, revela ele, que estava no canal desde os anos 2000, foi para o SBT em 2009 e retornou anos depois, no comando dos realities Aprendiz, A Fazenda e Power Couple, além do Roberto Justus +.

No entanto, ele acaba de adquirir os direitos do formato do Aprendiz, em parceria com a produtora internacional Fremantle. A atração de grande prestígio no país contou com oito temporadas sob o seu comando e, diante disso, ele pretende levá-lo para outra emissora de TV aberta.

A Record, por sua vez, pode ter interesse em adquirir o formato, fazendo com que Justus continue aparecendo em sua programação, se houver um acordo entre as duas partes. Caso contrário, o SBT ou a Band poderão entrar nessa disputa pelo programa. Justus destaca que conversará com todas as emissoras para oferecer o projeto.

Diferente das edições anteriores, ele terá ainda mais autonomia sobre a produção. “Não sei se eles têm grade para isso agora, mas a Record demonstrou interesse de conversar. Vou conversar com todas as emissoras”, revelou Justus, que será substituído por Gugu no Power Couple e comemora por ter o colega como sucessor.

“Ele é um grande apresentador. Parece que o programa muda esse ano, vai ser diário, grandioso. Torço muito pelo formato porque é espetacular”, afirma, e sobre Marcos Mion na Fazenda, o apresentador afirma que prefere Gugu: “Ele é um bom apresentador. Na verdade, A Fazenda tem até mais a cara do Gugu do que o Power Couple”.

“É mais popularzão e o Gugu é mais popularzão. Eu teria invertido, colocado o Mion no Power Couple e o Gugu na Fazenda”, explica. Sobre o fim de alguns programas de auditório, ele revela: “Alguns (programas de auditório) ainda se mantêm, o Rodrigo Faro tem a maior rentabilidade da emissora, atrai muitos anunciantes”.

“Não estou condenando os programas de auditório, mas tinha muitos na Record: Sabrina Sato, Mion, Geraldo Luís, Faro, todo mundo fazendo coisas parecidas”, explica.

0 comentários:

Visitantes pelo mundo